Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Licenciatura > Licenciatura em História
Início do conteúdo da página

Licenciatura em História

Acessos: 4055

A política de massificação do ensino de base nos anos de 1930 e 1940 foi acompanhada da ampliação do então chamado ensino ginasial e secundarista. Com este aumento nasceu a necessidade de formar regularmente mais professores para atuar em atividades específicas, como o ensino de História. Neste contexto surgiu no Pará um curso de graduação em História e Geografia, implantado em 1955, na antiga Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras do Pará, depois incorporado à Universidade Federal do Pará (UFPA), em 1957. Três anos após a criação da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras do Pará foi implantada a Universidade do Pará. Somente no ano de 1961 ocorreu o desmembramento para dois cursos distintos, sendo que o Curso de História surgia com a proposta de ampliar o número de vagas e formar alunos para o ensino e pesquisa.

No Campus Universitário de Ananindeua a proposta de criação do Curso de História está associada implantação do Centro de Documentação da UFPA. Trata-se de um espaço de promoção e integração de estudos e pesquisas interdisciplinares voltados à reconstrução da memória histórica e sociocultural da ciência na Amazônia, em especial registros e informações que evoquem a história da UFPA. O Centro se propõe ainda em constituir como espaço de guarda de acervos documentais, restauração, organização, conservação e divulgação, com o propósito de desenvolver atividades para a Educação Básica e Superior relativas à discussão da memória histórica e sociocultural da ciência na Amazônia e a História da Universidade Federal do Pará. A construção do prédio do Centro de Documentação está prevista para ser concluída em 2019, quando o Campus de Ananindeua passará a funcionar no Polo Universitário da Granja do Icuí.

A dinâmica peculiar da região metropolitana de Belém, que inclui os municípios de Ananindeua, Marituba, Benevides, Benfica e Santa Isabel, constituindo o maior centro populoso do Estado do Pará (IBGE, 2010), por si só justifica a criação de um Curso de Licenciatura em História que possibilite o desenvolvimento de pesquisas que expliquem a constituição histórica da região e o consequente processo formador deste espaço. Soma-se, no entanto, a necessidade de formação de professores de História para atuarem na Educação Básica. Trata-se de uma demanda que precisa ser atendida, pois parte dos professores que atuam na região não estão habilitados especificamente para trabalhar com a disciplina de História. Embora o Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (PARFOR) atue na região metropolitana de Belém, ela atende à qualificação de professores que atuam na Educação Básica, o que exclui os alunos egressos do Ensino Médio. Segundo o Relatório do Censo do Ensino Superior (INEP, 2015), a região metropolitana de Belém é responsável por 85.493 matrículas em cursos presenciais, distribuídos entre as 21 IES que oferecem cursos presenciais. O que é um dado muito relevante, quando se percebe que no Estado do Pará atuam 34 IES e só a região Metropolitana de Belém foi responsável por 68% das matrículas realizadas no ano de 2013.

Com uma área que compreende 3.566.22 Km2, a Região Metropolitana de Belém, em que o Curso de História atenderá, é formada por 2.581.661 habitantes, segundo a estimativa populacional de 2014 do IBGE. Também conhecida como Grande Belém é a 13ª área metropolitana mais populosa do Brasil, além de ser a mais populosa do Norte do Brasil. Esta situação tem produzido espaços de grande interesse e convergência nas aglomerações, articulando a população ribeirinha e de vilas rurais à margem de estradas e ramais com a população urbana, com isso ampliando as alternativas de consumo da população em geral e a socialização de práticas então peculiares a esses grupos.

Constituído de cidades resultantes de ocupações que remetem a segunda metade do século XIX, sendo alguns núcleos de povoamento organizados na segunda metade do século XX, a região é, pois, portadora de um rico patrimônio histórico, preservado na memória dos primeiros ocupantes, ou da constituição de construções que remetem anos iniciais de formação. Nestas cidades e nas centenas de povoados e vilarejos que formam esses municípios, têm sido preservados aspectos materiais e imateriais que precisam ser estudados. A conformação urbana dos traçados das ruas, a sua posição em relação às estradas e os rios, a substituição da floresta pelo cultivo e pecuária, as praças e passeios públicos, os casarões e as igrejas são alguns espaços que registram a história de constituição da Grande Belém. No caso do patrimônio imaterial registram-se a apropriação oral e simbólica das populações locais, as festas religiosas e não religiosas, as danças e músicas que permeiam o universo cultural das populações locais e que precisam de uma análise histórica capaz de assegurar a preservação e divulgação de aspectos da cultura popular.

Mesmo tratando-se de uma área metropolitana, a presença de diversas comunidades ribeirinhas, quilombolas e indígenas registradas na região exigem atenção dos estudos históricos. Decifrar a existência e a trajetória dessas comunidades, como chegou à região e nos lugares que hoje se encontram, os tipos de cultivo, a relação que estabelecem com a floresta e os rios de onde retiram parte de sua sobrevivência, a presença da estrada que marca do desenvolvimento econômico da região, os conflitos em torno da ocupação de lotes urbanos como estratégia de permanecer no espaço das cidades, a relação entre as comunidades rurais e a cidade, assim como as lutas empreendidas para permanência na terra são algumas questões que devem ser analisadas quando da consulta aos documentos históricos, das observações, da constituição de pesquisa oral e da cartografia. Nesse caso, estas comunidades poderão servir como espaço para a dinamização do processo de pesquisa, bem como a socialização da aprendizagem desenvolvida ao longo do curso, constituindo assim num campo para atividade de pesquisa e extensão.

A criação do Curso de História, além de garantir a formação com qualidade de professores da rede pública, privada e conveniadas, tem o propósito ainda de articular os diversos espaços de guarda da memória histórica de constituição da região e da própria Amazônia, com o espaço acadêmico e de ensino superior, de forma a explorar o acervo histórico, garantir a sua sistematização e difundir para a comunidade. Com o Curso, assegura-se a ampliação da formação de professores, articula-se a implantação do Centro de Documentação da UFPA com o espaço de formação em graduação que permite a construção de propostas de pesquisa e ensino que se utilizam dos registros documentais sobre a guarda do Centro e insere-se a história dessas comunidades e populações da Região Metropolitana de Belém no circuito dos estudos historiográficos.

CARACTERÍSTICAS GERAIS DO CURSO

 Modalidade Oferta: Presencial

Ingresso: Processo Seletivo

Vagas: 50

Título Conferido: Licenciado em História

Período Letivo: Intensivo ; Extensivo ;

Regime Acadêmico: Seriado

Turno: Matutino

Total de Períodos: 8

Duração mínima: 4.00 ano(s)

Duração máxima: 6.00 ano(s)

Turno: Vespertino

Total de Períodos: 8

Duração mínima: 4.00 ano(s)

Duração máxima: 6.00 ano(s)

Turno: Noturno

Total de Períodos: 9

Duração mínima: 4.50 ano(s)

Duração máxima: 6.75 ano(s)

Turno: Integral

Total de Períodos: 8

Duração mínima: 4.00 ano(s)

Duração máxima: 6.00 ano(s)

Forma de Oferta: Modular e Paralela

Carga Horária Total: 3200 hora(s)

OBJETIVO DO CURSO

O objetivo do curso é formar professores de História para atuar na Educação Básica (ensinos Fundamental e Médio) e em espaços não-formais de ensino. Isso implica compreender diferentes concepções teórico-metodológicas que permitam referenciar a construção de categorias para a investigação e a análise das relações sócio-históricas, articulando as novas tecnologias para o desenvolvimento de práticas voltadas para o ensino-aprendizagem nesses espaços. Essa articulação de saberes permite observar a formação do licenciado em História como um processo formativo que é contínuo, permanente e em constante transformação diante a reflexão de sua prática docente e a realidade social onde irá atuar.

O licenciado em História é o profissional que trabalha como docente em instituições de ensino, além de exercer atividades relativas à produção e avaliação de programas e materiais didáticos voltados para a educação básica em suas diferentes modalidades. A formação do licenciado em História visa apresentar uma sólida formação cognitiva que articule temáticas interdisciplinares. Além dessas premissas, apresenta ainda uma consistente competência técnica para desenvolver ações relativas à elaboração e execução de pesquisas educacionais em instituições públicas e privadas.

Objetivos Específicos:

-Proporcionar experiências de pesquisa, possibilitando aos discentes desenvolverem projetos e construírem conhecimento novo e de qualidade articulando as novas tecnologias para o desenvolvimento do processo ensino-aprendizagem;

-Formar professores capazes de utilizar, de forma competente, os recursos didáticos, para transformar a sala de aula num ambiente mais inclusivo onde se constrói e se reconstrói o conhecimento;

-Oportunizar ao aluno conhecimentos que possibilitem uma visão ampla, crítica, reflexiva e questionadora acerca dos assuntos trabalhados durante o curso;

-Problematizar, nas múltiplas dimensões das experiências dos sujeitos históricos, a constituição de diferentes relações de tempo e espaço, de forma que estas competências orientem a construção de práticas de ensino de história que venham assegurar a formação do professor.

CONTATOS

Direção: Prof.ª Dra. Anna Maria Alves Linhares

Vice Direção: Prof. Dr. Carlos Augusto de Castro Bastos

Secretaria: Luis Matheus Queiroz Reis

Telefone: 3201 – 7112

E-mail: fhist@ufpa.br

Localização: Funciona provisoriamente nas instalações da Faculdade da Amazônia - FAAM, localizada à Rodovia BR 316 Km 7, Ananindeua-PA.

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO

PPC: https://drive.google.com/open?id=1eMHDTlAMqw-EDfvskZXiMgEc9y_PwO_I

Anexos do PPC: https://drive.google.com/open?id=1zvfrnucfAAhFeTnglnuHb0EThUprb1L5

Resolução de aprovação do PPC: https://drive.google.com/open?id=1Ov5NyUdF3tvZrlxEQjL6uxl_fMW2OSNI

CORPO DOCENTE

Adilson Junior Ishihara Brito

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5217224392697515

Anna Maria Alves Linhares

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3081434819616255

 Carlos Augusto de Castro Bastos

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5957760591235451

 Edilza Joana Oliveira Fontes

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9447513031256372

Francivaldo Alves Nunes


Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4125313573133140

Sidiana da Consolação Ferreira de Macêdo

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4202561791565993

Simeia de Nazare Lopes

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8791203591623509

Sueny Diana Oliveira de Souza

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4689811376987159

Wesley Garcia Ribeiro Silva

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2125737316069934

Wesley Oliveira Kettle

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9421187953739248

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página